Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a mãe dos PP's

Que música te faz ficar no carro? Responde o Papagaio Giló

Olá!

Bem vindos(as) á rubrica semanal que vos dá música e partilha sentimentos e emoções! Hoje o meu convidado é o depenado...ai perdão é  o estimado companheiro aqui da bloguice... o Papagaio Giló!

 

 

 

  Som..som… 1,2,3…som…

   Já está a dar?

   Ora, bom dia a todos! Desde já um agradecimento especial à caríssima anfitriã, a nossa estimada “ Mãe dos Filhos Dela” pelo convite feito à minha ave, para estar presente, hoje, a dar-lhe cabo do blogue… é um prazer … por que não dizê-lo?

(No fim ganhas um saquinho de alpista... )

  

Quanto ao que me traz especificamente aqui, vamos já diretamente ao assunto: comecei por pensar em escolher  Eu Vi um Sapo, da Maria Armanda – sem dúvida que era um tema para me agarrar ao volante a rir. Já para não falar que tanto o som como a letra são muito apropriados para atirar à cara da Equipa , mas recuámos neste propósito bem merecido de malvadez e decidimos enveredar por outra música!

   Desta forma, o que haverá de mais importante a dizer será a referência à injustiça que cometo… escolher um tema é um belo brinde só que, depois, há tantos outros que também mereciam cá estar e são postos de fora. Não há nada a fazer! Regras são regras…

   O meu gosto é muito diversificado. Muitas coisas me fariam agarrar ao volante e dar voltas à rotunda! Não gosto de UMA coisa, gosto de muitas e todas diferentes! Tanto do passado como do presente, da calma como do “abanar o capacete”, da música portuguesa como dos grandes sucessos de milhões. Por um lado é bom, torna-me menos racista. Por outro, se tiver que selecionar, a decisão fica muito complicada de fazer! Foi o que me aconteceu!

   A escolha que fiz baseou-se no tal pressuposto de ser um tema que faria com que eu ficasse ao volante, à espera que acabasse de tocar; para além disso, já não ouvia esta música há muito tempo, o que foi decisivo. E a música remonta a um tempo em que fui muito feliz – tenho Telepatia com essa época! Acho que faz falta ser ouvida por muita gente, sobretudo por aqueles que vão no trânsito citadino, sempre com pressas, à hora de ponta! Ou por aqueles que passam a vida a discutir e a fazer ruído por tudo e por nada. A letra não necessita de comentários…

Um  abraço à “Mãe”, então, pelo seu gesto, que me tocou, e a todas as músicas que não pude escolher… I’m Sorry!!!

Papagaio

 

 

Bora lá! Tudo a relaxar com o tema escolhido pelo Papagaio aqui do bairro