Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a mãe dos PP's

Coisas que me deixam de espírito taralhoco

Ontem fui a uma reunião na escola do P. nquanto fui com o P pequeno à reunião, o meu marido foi com o P maior ao médico. Ora, todas nós sabemos o quanto ficamos atrofiadas quando um dos filhotes adoece, mas tentei manter me "operacional" e concentrei me na reunião. Tudo correu bem, achei tudo muito bem organizado e esclarecido . Esclarecida e sem nada a apontar pensei que a reunião terminaria em breve e poderia ir para casa saber noticías do P .maior. No entanto, e acho bem que o façam, decidiram dar voz aos pais, ou melhor e neste caso às mães. Fiquei para ouvir e estava tudo muito interessante até que oiço um drama trágico relatado por uma mãe que descobriu que os meninos bebiam nectar ao lanche uma vez por semana. Credo, pensei que a senhora ia ter um ataque de raiva e atacaria a directora. Ok. Directora safa do primeiro tabefe. Esperem porque afinal ouve se uma outra mae:" o meu D não gosta de nectar, nem de leite nem de sopa" e ainda outra mãe:" o meu diz que não gosta do sólido". Meu Deus, sou fria ou menos boa mãe por achar estas intervenções um pouco esquisitas? Há coisas que não entendo, mas posso ser eu a estar errada. Perdoem me mas só eu acho que um nectar não é motivo de histerismo e que as crianças são crianças e que às vezes nem sabem muito bem do que gostam ou querem? Credo. a mãe dos PP's

P doente

Ligaram da escola do P maior e disseram: " mãe do P, ele está com 39 de temperatura, estava a gemer durante a sesta".

Depressa vesti o P menor enfiei-me no carro e lá fui resgatar o doentito. Já me esperava de sorriso aberto e com as rosetas na cara que indicam que a temperatura do pirata está elevada. Como nestas coisas e embora me cause uma certa comichão nas pernas o ideal é esperar três dias e só depois ir ao médico, fomos para casa. Vesti os PP`s com roupas ligeirinhas, mediquei o P maior e a febre baixou. A tarde foi tranquila com mais birra, menos birra que o miúdo não tem pachora nem para os episódios que vê repetidamente da patrulha pata. Não me pediu o iogurte nem as bolachinhas como de costume.

Eu já andava a estranhar ele não estar constipado, ele sente sempre a viragem das estações, constipando-se sempre.

Amanhã não vai à scolinha, mas se continuar assim vou levá-lo ao médico para ficar tranquila. Fui deitá-lo há poucos minutos e apercebi-me do seu narizinho entupido. Costuma-se dizer que é a fruta da época, mas a época ainda mal começou e o P já foi abaixo.

Enfim, aguardo as melhoras do meu pirata e aguarda-me também uma noite entre benurons e brufen.

 

a mãe dos PP`s

Renascer

O Verão permite uma certa ligeireza no modo de encarar os dias grandes e quentes. No entanto, sempre apreciei mais o Outono, por ser uma estação em que tudo renasce.

Agora, que a luz do sol se torna mais suave e os dias vão encurtando, agora que as pessoas retomam aos seus tabalhos e às suas rotinas, agora que os meninos e meninas começam a escola e que todos nós sentimos a viragem da estação, que a mim me acalma e me coloca de pés assentes na terra, confesso que esta mudança me torna mais afectuosa até com as pessoas.

Há coisas que me deliciam de Setembro a Novembro, como caminhar e apanhar folhas secas do chão, as cores castanhas e amareladas desta estação, o cheiro da natureza a mudar. Encantam me os jardins, a correria das crianças o sorriso dos meus filhos e a sua descoberta diária pela vida.

Encanta-me a beleza da velhota que leva o teerço na mão para a Missa da tarde, encantam-me as primeiras gotas de chuva.

Gosto de passear todo o ano, mas sair em família com todas estas características do Outono... tem qualquer coisa de maravilhoso! Atrevo-me a dizer:

É Deus!

 

a mãe dos PP`s

As cuecas da minnie

Eu não faço ideia onde o meu P maior viu fosse o que fosse, mas sei que ontem estava no sofá e me disse: "A menina tem umas cuecas da minnie".

Cuecas da minnie? "sim cuecas brancas da minnie "

 

Pronto e dito isto fico por aqui... 

Fim de Semana

Fomos à casa dos avós no Alentejo.

É sempre bom voltar "à nossa casa", sentir o cheiro, a brisa e os sons do Alentejo.

O P maior adora ir e o P menor também já entende o que o rodeia e parece-me sentir-se bem lá. O tempo é sempre muito corrido, as temperaturas ainda estão muito quentes mas deu para dar uma voltinha à noite. Quem tira a saída à noite ao P maior tira tudo. O miúdo adora sentar-se num café a beber água. Coisa tão simples que faz o P tão feliz. Muitas vezes olho para ele e reparo no quanto já está crescido, é inevitável. O P menor quase que já anda e corre toda a casa gatinhando. Tem quase um ano o meu P menor. Tem uns olhos grandes e meigos, cheira a bebé e tenta interagir com o mano.

Cheios de mimos dos avós, depressa chegou a hora de regressar à nossa casa.

Hoje deixo aqui uma foto do meu P maior a ver os cavalos :)

 

 

                                               Pedro.jpg

 

Meu P maior

Esta semana, sempre que o meu P maior se apercebia do caminho da escola dizia: " a mãe não vai embora, hoje não vamos à escola, vamos aos avós e vamos ao parque".

Todo o caminho eu fazia um esforço para que ele não notasse a minha ansiedade em deixá-lo lá. Fiquei quatro dias atrás da porta para tentar perceber se ele se acalmava rapidinho, mas hoje o sacaninha não chorou e eu fiquei bem.

Como é difícil vê-los ganhar asas.

 

a mãe dos PP`s

Novelas

Se calhar até sou um pouco noveleira e tal e entre o Ruca, a patrulha pata e o coelhinho bing, tento mudar de canal para ver a novela que dá há umas tantas temporadas.

Costuma se dizer, que quem tá mal, muda-se, mas há uma coisa que me irrita deveras e me provoca algumas gasturas nas novelas de hoje: o drama, o horror, a fatalidade, a gémea boa, a gémea má e será que sou eu é que reparo nas inúmeras vezes que os actores fazem o dito do amor? Estraga o enredo, o espectador entende à primeira, não precisam de meter meio elenco de rabinho ao ar e de perna aberta, para percebermos que ali há caso.

Credo, não sou púdica, mas o que é demais... 

 

a mãe dos PP`s

Nem tudo começa bem

Ontem, o dia começou com o meu P mais velho a chorar quando o deixei no jardim de infância. Saí de lá com o coração apertado e senti me completamente por terra. Limpei uma lágrima que deixei cair, agarrei no meu pequeno P e fui a uma loja do cidadão para renovar o cartão. Chegada à loja tirei uma senha prioritária.

Para ser franca, nem demorei muito a ser atendida na fase "meta lá aqui os dedinhos e não tire os olhos do óculo para tirarmos a foto" A foto ficou uma miséria e disseram-me: pronto daqui está, agora tem que ir por aquele lado e aguardar que a chamem". O pequeno P anda adoentado e depressa perdeu a pachora. Aquilo estava demorado. As pessoas olhavam e diziam" deve ser fominha, dever ser dentinhos, deve estar aborrecido". Uma das senhoras que estava a fazer atendimento deve ter reparado no meu ar de menina perdida e mesmo antes de chamarem a minha senha, a senhora fez questão de me atender. Foi extremamente atenciosa e ainda me aconselhou a não ir nas segundas feiras nem nos sábados.

Pronto. 

Chegada à porta de saída uma senhora que estava a fazer peditório, chamou me e convidou me a ajudar as crianças com cancro. Não pude ficar indiferente e lá ajudei ( e o pequeno P esperneava ). Disse me ainda " é a minha primeira benfeitora, vai dar-me sorte". Sorri e fui embora.

Sentei me num banco e amamentei o pequeno P.  Mais calmo agora, fomos para casa.

Fiquei a pensar que recebi um grande favor ao ser atendida antes de ser chamada, que ao ajudar me disseram que iria dar sorte e como acredito que bem se paga com bem e que o universo coloca tudo no lugar correcto, tenho a certeza que tudo correria bem naquele dia àquelas duas senhoras que Deus pôs no meu caminho.

No fim do dia, fui buscar o grande P, que me recebeu de sorriso rasgado. E lá fomos para casa, eu e os meus  PP´s..

Que dia bom :)

 

a mãe dos PP´s

uma cena de cuecas

"Não quero as cuecas azuis do boneco amarelo", e "não quero as cuecas brancas dos cães".

As celebres frases que o meu filho, o P, mais velho me diz todas as manhãs depois do banho.

Pergunto-me que irá na sua cabeça, para não gostar de cuecas. Nenhumas lhe agradam. E tem, várias cuecas e boxeres e trinta por uma linha, com um boneco, com um cão, com minimons, com tudo o que é boneco e nenhuma serve. Diz me claramente que "só calções, cuecas não". E ainda me grita às vezes "despir, despir cuecas".

Mais alguém?

 

a mãe dos PP´s

Neura escolar

Hoje foi dia de levar o filho varão pela primeira vez à escola.

Ontem comi mal, tinha a sensação que ia vomitar os bofes e na hora de deitar o pirata quase o esmaguei com o meu abraço.

Chegado o dia, não me senti melhor. Para completar a cena e cair no mundo real de dar voo aos filhos, o sacana do puto deixou a minha mão e sentou se logo ao pé de uma menina. Demorei cinco minutos a despedir me dele enquanto lhe dizia repetidamente: "a mãe logo vem buscar te, porta te bem e não te esqueças de pedir para ir ao xixi" . Senti me completamente por terra. 

Cheguei a casa com o meu caçula, meti-o no tapete para brincar e enquanto liguei à minha mãe chorei desalmadamente, como se o tivesse abandonado à porta da guerra.

 

Às vezes não me acho mesmo normal.

 

a mãe dos PP´s 

Pág. 2/2