Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a mãe dos PP's

O sexo por fases

Primeira fase: a ilusão

A rapariga encontra o rapaz da vida dela, apaixonam-se, começam a namorar. Há um rol de amassos, de beijos que por si só de tanta intensidade faz o coração disparar. A vontade de abraçar e de descobrir o outro é tanta tanta tanta, que o banco de trás do carro é uma perfeita suite com vista para o mar e o acto em si foi tão romântico que faz lembrar a cena em que Leonardo Dicaprio () estampa a sua mão na carruagem do titanic.

O casalinho planeia ter filhos, casar, fazer amor até mais não.

Casamento consumado. Sexo semi condenado

 

Segunda fase: a ida a Marte 

O casal vive ainda sózinho, sem filhos. O sexo é a toda a hora, do bom e do melhor. Duas, três vezes por noite.

Ainda ele mal tem chegado a casa e ela vai esperá-lo à porta, tira-lhe a gravata e já com tudo o que é orgão vital aos pulinhos e pulões, pimba! Amor gostoso, amor do bom. Foram até Marte e deixaram-se por lá ficar umas horas.

Podiam viver assim para sempre, pensam!

 

Terceira fase. O sexo por trimestre.

Ela engravida.

Primeiro trimestre: enjoa a comida, enjoa o marido, enjoa a cunhada, enjoa a sogra e enjoa o sexo.

Segundo trimestre: a barriga incomoda, ele não sabe como lhe há de pegar, é um comer para não morrer de fome!

Terceiro trimestre: passagem pelo deserto. Têm medo de tocar com o coisito no bebé. É melhor nem tentar.

Desceram aos confins do mundo! Pobre casal.

 

Quarta fase: avista-se o apocalipse

Bebé chorão, as mamas doem, só o gajo é que dorme. Ela começa a odiar a ideia de que ele queira alguma coisa, porque está sem maré. Sente o cheiro a xixi e a leite azedo na roupa, sente-se um farrapo. Se ele quiser tango ela corta-lhe a salsischa e cura o mal pela raíz.

 

Quinta fase: a esperança existe!

O bebé já não mama, os orgãos já pulam de satisfação quando se encontram. Mas está longe de ser perfeito: iniciam a coisa, o bebé acorda. Embanam o rebento e conseguem que adormeça ao fim de duas horas. Perderam a tesão vontade. Mas tentam de novo. Fodasse o que foi agora? O colchão é velho, despacha a coisa antes que...antes que... olha, esquece lá isso o gaiato acordou outra vez. Nem qualidade,nem quantidade 

 

Sexta fase: o sexo não é tudo

E pelo andar da carruagem não é nada. Dão escapadinhas. Fogem para o sofá da sala e conseguem consumir o acto, não sem antes pisar um lego e sentarem-se em cima de uma guitarra com a banda sonora do panda que teima tocar enquanto fazem amor. Pelo menos conseguiram e tiraram a barriga de miséria.... água mole em pedra dura... e o amor é lindo! 

 

( algo semelhante com esta reaidade é pura coincidência)

19 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D