Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a mãe dos PP's

Há quem ache

Que quando fico em casa ponho um sonzinho á maneira e me sento no sofá a coçar a eureka cabeça. Só que não!

Cheguem se cá que eu explico:

A mãe idealiza levantar-se cedo para tomar um banho com calma, tomar um pequeno almoço com calma e ir beber o café á pastelaria que fica já ali, com calma.

E é feliz, porque de facto, toma o banho e toma o pequeno almoço com calma. Mas, quando está com o pé fora da porta ouve uma voz: "não vás embora mãe, eu quero acordar" e a mãe acha que morreu na praia .

De seguida, a mãe faz um esforço para convencer o rapaz a tomar banho enquanto ele esperneia porque "não quero ir ao banho, quero ir á rua". Muito gaiteiro este meu filho (o pai diz que sai á mãe...) Depois do banho, espero quarenta minutos que ele coma uma taça de cereais que faz questão de dizer as suas formas, cores e sabores, enquanto eu rezo para que ele se despache porque já estou a desesperar por um café... um mísero café .

De seguida discute comigo se leva botas ou sapatos e eu já estou tão, mas tão por tudo que se quiser deixo-o ir de sandálias e calçãozinho.

Chegádos á rua, lê me a sentença de qual o café que quer ir, que quer passar pelo parque e quer uma moedinha para andar no carrinho. Só que não! Porque a mãe tem que explicar que o café na pastelaria onde gosta de ir é maravilhoso, que o parque está todo molhado e que prontos... a mãe é forreta e só tem uma moeda para o café, mas se quiser pago-lhe um garoto.

E assim, fomos os dois, a mãe e o P maior beber um café e um garoto, sem birras e sem stress.

Reconforta me a alma quando oiço: " a mãe é fixe", mas caiem me os colhones parentes na lama quando levo um fim de semana inteiro a ouvir o parolo do panda e a matrafona  da Xana toc toc. Eu juro-vos que sei de cor todos os episódios da patrulha pata ou canina ou lá que merda parvoeira é aquela.

E agora o melhor? Que se espera de um sábado á noite? Hum? Pois é, miúdos na cama e namorico entre a mamã e o papá... mas nada disso porque o P menor acordou meia hora depois de ter adormecido eu andei duas horas a embalá lo ao som das músicas da Sara Pirata... e aí sim, senti que morri na praia, sem fazer o amor, portanto morri de barriga vazia...e com o olhar de desespero nos olhos do meu marido gravados na memória.

Cá está! Um fim de semana que de fodido coiso e tal só teve o nome.

 

 

Mas também... Não sei viver sem eles... Nem quero viver sem eles... só queria coiso e tal...

76 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D