Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a mãe dos PP's

Fartote

Sempre que olho para fotos da minha infância o meu figado contorse-se e as minhas entranhas enclausuram-se.

Tenho uma daquelas fotos com saia de pregas, camisinha branca com manga balão e uma bandolete azul com pintas brancas. Para completar o estrago era gorda e tinha uma franja à Beatriz Costa.

Sempre que vejo fotos minhas desse género pergunto-me porque não meti a minha mãe em tribunal. Ela justifica-se sempre dizendo que:"era o que se usava na altura" e eu penso para os meus botões: " que altura triste para ser menina".

Sempre fui Maria Rapaz e recordo-me das guerrinhas que tinha com a minha mãe, sempre que ela me queria vestir saia.

Agora, sou mãe e tenho dois rapazes que visto a meu gosto (ainda, que eu sei que isto não dura sempre).

Comprei, sem me aperceber muito bem, umas calças mais justas ao P maior, que na realidade não gosto muito de o ver com elas, porque fica amaricalhado. Não gosto, mas visto as calças ao garoto de vez em quando. Ora, a minha mãe já me moeu a mioleira vezes sem conta por causa da m*rda das calças e já ouvi montes de vezes"dizias coisas da roupa que eu te vestia blá blá blá"

Oh senhores, fiz um compra de m*rda e agora não me vou matar por isso. Ontem voltei a levar nas orelhas por causa das calças e chateei-me. Deveras que me chateei.

No seguimento disso ainda ouvi: " porque não lhe dás banho á noite, porque deixas o P menor abrir gavetas (...) " e ás tantas meti o telemóvel em alta voz e comecei a fazer uma sopa.

Chateei-me, deveras que me chateei. Porra! 

Gosto muito e respeito muito a minha mãe mas ontem fiquei com um fartote da conversa... Fuck!

 

Eu é mais fraldas e cagaitas

Faz parte das delícias da maternidade.

A mudança da fralda é importante para a saúde do rabinho do bebé. E como ficamos de coração tranquilo quando está um belo cocó á nossa espera. É sinal que não há cólicas e não é preciso aplicar o bebegel.

É isso. Limpar cocós torna-se de todo interessante quando se tem um bebé. Ouvi dizer que há pais (homens) molinhos que não conseguem fazê-lo, vomitam e tal. Coitados. Não foram talhados para tal.

E sabem aqueles episódios em que o cocó se espalha por todo o lado? Pois é, muito lixado. Mas há que limpar.

Deixei essa tarefa para o meu marido ontem á noite. E ele chegou ao pé de mim amarelo, muito amarelo.

Tipo chinoca...

Que música te faz ficar no carro? Responde a Loulou

Olá pessoal!

Para a rubrica de hoje convidei nada mais nada menos que a Louloubijoux : Ei-la na imagem abaixo! 

 

A Loulou tem um blog cheio de coisas giras e enteressantes... vale sempre a pena passar por lá.

 

Vamos a isto:

 

E num misto de surpresa e alegria sou surpreendida pela mãe dos PP's, quando me convida para a sua famosa rubrica. Tava a ver que nunca mais.... hahaaaah.... Andava aqui uma pessoa ansiosa... à espera do convite... já cheia de teias de aranha de tanto esperar, a ganhar raízes e nada.... Mas um santinho ouviu as minhas preces e lá veio o convite.

(Sou tão importante! )

É claro que não podemos dar parte fraca e uma pessoa por mais vontade que tenha de aceitar, convém fazer-se cara.... não sei se tenho tempo, se dá para conciliar, blá, blá, blá.... Mas como não aceitar? Falando mais a sério... OK.... vou tentar...

Obrigada minha querida mãe dos PP's pelo convite para, esta tua, tão famosa rubrica. Da qual sou fã incondicional. A nº 1!!! (nota para futuros candidatos: convém dar um pouco de graxa )

(Engraxa que eu gosto) 

Depois de tanta ansiedade, chegado o momento... e uma pessoa tem uma branca. Fica sem saber o que escrever, sem temas musicais... Ai que a cabeça mais parece um programa de rádio, o Discos-pedidos num mix com um anúncio muito conhecido da OK Teleseguros, isto sempre em repeat... "Discos-pedidos... fala a Marta, em que posso ser útil... ups qual o disco pedido?! Só se lembra da música... "Eu vi um sapo" da Maria Armanda. Cruzes credo... nãaaaoooooo.... Tenho de fazer boa figura. Afinal não posso deixar mal vista a mãe...

"Mãe querida, mãe querida... O melhor que a gente tem... Não há outro amor na vida.... Igual ao amor de mãe" Sai Tony Carreira... sai... Óoooh meu Deus... o que se passa comigo?! São tantas as músicas que gostas de ouvir, porquê que não te lembras de nenhuma agora? Loulou acalma-te, tudo tem uma solução... Respira fundo... Visualiza que estás no carro, confortavelmente instalada. Tá um dia fantástico de sol, vais a caminho do trabalho.... esquece... a caminho da praia. Ai que ias tendo uma síncope agora... Levas a mão até ao rádio e sai a música... Katy Perry ft. Skip Marley - Chained to the rhythm

 

E feliz eu vou no popó... Só não percebo por que olham tanto para o que se passa cá dentro?!

P.S. Envio-te mais tarde o combinado, em géneros, para o pagamento! 

( estás a fazer-te difícil é?  )

Beijinhos
Loulou

E agora pessoal toca tudo a dançar com a Loulou 

Gostaram?
         

 

As mães conduzem mal

As mães conduzem mal. 

Não basta serem mulheres e isso ser já garantia para uma má condução, também a maternidade tem influência directa numa condução negligente.

As mães conduzem mal, é mesmo verdade! Estão sempre á pressa para fazerem centenas de coisas e irem buscar os rebentos á escola. São mesmo taralhocas as mães. Até parece que os demais utentes da via não têm vida.

Eu sou uma mãe desenrascada e muito boa condutora, mas ás vezes chateio-me e grito, mando vir com os condutores e condutoras que não são pais. É só buzinarem que eu franzo logo as sobrancelhas e estico o dedo do meio.

As mães conduzem mal e isso deixa me triste.

Acho que só gosto da condução suave e maternal de uma pessoa, que é da minha mãe. E só digo isto porque é minha mãe e não vá ela ler isto e ainda me dar tau tau. Ainda estou em muito boa idade de levar tau tau.

As mães nunca deixam passar ninguém e não dão prioridade a quem se aproxima. Andam sempre azedas e apressadas estas mães.

Vitimizo pessoas todos os dias que pego no volante e não tenho nenhum mercedes nem trato o meu carro como uma limusine. Porra! Sou tão azelha. 

Acho que as mulheres deviam ser condutoras ou ser mães. As duas coisas é que não. Porque 85% dos acidentes são causados por mães. 10% por mulheres normais e os outros 5% por homens que devem levar as mães ao lado.

As mães fazem sempre ultrapassagens perigosas e depois há um tipo de mães que não passa dos 50 para não causar soluços aos filhos.

As mães quando soltam em si as condutoras que há nelas fazem acidentes e vai acontecer o mesmo quando soltarem os seus filhos. As crianças vão causar acidentes.

Já coloquei um letreiro autocolante no vidro traseiro do carro "Sou mãe, para sua comodidade afaste-se".

 

Este post é feito por uma mãe condutora e feminista frustrada que não entende coisas que lê por aí.

 (Este post é paródia, que não se pense que estou armada em carapau de corrida...)

A doutora mãe

Bom dia.

Daqui se pronuncia a doutora mãe.

A doutora mãe desconfiou que o P maior tinha otite no ouvido direito, por estar demasiado febril e queixoso do mesmo.

A doutora mãe disse ao marido: " explica lá ao médico que atender o chavalo que lhe dói o ouvido direito".

O chavalo foi atendido por uma doutora que não a doutora mãe que concluiu: " tem otite mas no ouvido esquerdo"

Aqui a doutora mãe estranhou e encolheu os ombros. No entanto, a doutora mãe viu sair alguma cera e pus do ouvido direito e não do esquerdo.

O marido da doutora mãe diz que não tem mal porque " sabe lá o antibiótico qual o ouvido que cura".

A doutora mãe acha que a doutora que atendeu o filho é sapateira.

Mas a doutora mãe tem um mau feitio do caraças e uma língua que dá a volta ao mundo.

Ele há gente muito parvinha, assim como a doutora mãe.

Peidotes

O peido que aquela senhora deu, não foi ela,fui eu! Não fui, mas poderia ter sido.

Entrei numa casa de banho pública e ouvi peidos, muitos peidos. Que tem de especial? Nada. Mas há que ache que tenha e como estou solidária...

Ahah sou tão xoné! 😒

Sempre que alguém vai

Ás vezes leio por aqui que há blogs que fecham, outros que desaparecem e também há aqueles que o fazem mas que se despedem.

Sou novata nestas andanças por cá mas sei que isto se aplica bem na vida para além da tela.

O meu calcanhar de aquiles é ver pessoas partir, quer seja para outra terra, para outro empego, porque simplesmente nem nota a falta que faz em nossas vidas e de um dia para o outro vai embora. Também há aquelas despedidas que nunca o foram porque simplesmente tentámos agarrá-las e elas fugiram por entre os dedos. Sejamos sinceros, quando alguém não quer estar, é melhor deixar partir. Sejamos também justos para connosco, ninguém tem que mendigar a amizade ou o amor de ninguém. Que quando eu dê seja espontâneo e sincero e que quando alguém me der seja honesto também.

Nunca gostei de dizer adeus e a despedida mata-me por dentro que eu sei lá. Chego a sentir saudades de pessoas que me estão próximas, mas que nem calculam o valor que têm para mim.

Estou numa fase da vida que, quando tenho que mandar alguém bardamerda mando, mas quando tenho que dar aquele abraço dou e não tenho medo do suposto "ridiculo". Na verdade, quero que o ridiculo se foda. Já ganhei anos de vida perdida num abraço e perdi outros tantos numa despedida forçada. Nestas andanças ganhei calo e maturidade. 

Confesso que sou uma pessoa de extremos, quando gosto não deixo estar em banho maria e que quando alguém me magoa me afasto de vez. O meu marido pergunta-me imensas vezes onde está o meu meio termo. Não o tenho. Acho que vivo de sentimentos arrebatadores. Tem vantagens e desvantagens e já consigo contornar os danos colossais de uma ida ao tapete. Há dias, como todos nós que vou ao tapete, mas quando me levanto volto á luta, porque apesar da dor que me faz cair, é bom que faça doer, porque um dia que a partida seja definitiva eu saberei que vivi, amei e desfrutei de quem amo por inteiro.

 

Isto hoje está uma pieguice que dá dó, mas quero enviar-vos o meu abraço e dizer-vos que gostaria muito que todos(as) ficassem aqui, pelo bairro.

 

Que música te faz ficar no carro? Responde a Catarina

Bom dia gente linda!!!!!!!!! 

Hoje a minha convidada tem, não um,não dois,não três mas.........tchanam tchanam: 4reizinhos  a quem dedica o blog e que nos faz rir com as peripécias dos seus filhotes.

 

Bora lá 

 

Antes de mais quero agradecer à excelentíssima mamã dos PP´S por me ter convidado para esta rubrica magnifica. Fiquei muito contente por poder vir aqui largar bitaites mas a verdade é que responder à questão não foi assim tão simples.

(Coisa maiiiis linda)  

Primeiro porque existem dois tipos de musicas que passam no rádio do meu automóvel. Existe aquela bela musica infantil que passa uma e outra vez. Repete e repete como se se tratasse de um disco riscado e só nos apetece cortar os pulsos. Felizmente  para mim este tipo de musica passa durante cerca de dez minutos diários e é por esse motivo que ainda estou viva. Contudo não pensem que isso me impede de as saber de cor e de estas ficarem o dia todo a tocar na minha cabeça como musica de fundo…

(É um martírio ) 

Depois existe a musica do rádio que coloca a tocar depois de largar os miúdos. Esta serve para tentar fazer desaparecer a outra da minha cabeça e para me animar o dia. A viagem de carro para o trabalho e para casa são as únicas alturas do dia em que estou sozinha e posso relaxar. Costumo chamar-me o meu momento zen curiosamente é também o meu momento de brainstorming o que faz com que muitas vezes nem oiça o que está a tocar no rádio.  Provavelmente não estão a perceber nada mas a culpa é da anfitriã que convida gente doida e nos dá liberdade para poder vir para aqui divagar.

(Sou tão cool) 

Tentando voltar ao cerno da questão. Qual é a musica que me faz dar mais uma volta de carro? É difícil escolher uma porque existem várias que adoro. Contudo tive que seleccionar uma, depois de grande esforço consegui escolher uma. Espero que gostem desta musica escolhida por uma romântica incurável.

 

 

Depois desta balada tenho uma pergunta: Para quando o reizinho nrº 5? 

 

 Gostaram do tema?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D